Maior rede de cinema dos Estados Unidos irá revistar clientes

terça, 11 de setembro de 2018 | 11:33h

A Regal Entertainment Group, maior rede de cinema dos Estados Unidos, anunciou que irá adotar uma medida de segurança que valerá em todas as salas do grupo que inclui revistar as bolsas de espectadores quando os seguranças acharem que for necessário.

"Questões de segurança se tornaram uma parte diária da nossa vida na América. A Regal Entertainment Group quer que seus clientes e funcionários se sintam seguros quando estiverem visitando ou trabalhando em nossas salas", diz um comunicado oficial da empresa, que reconhece que a postura pode ser vista como um incômodo por alguns, mas que é "uma coisa pequena em comparação com o aumento da segurança".

A questão voltou à tona depois que um atirador de 59 anos abriu fogo contra os espectadores de um cinema na cidade de Lafayette, em Louisiana (EUA), e se matou em seguida. O incidente ocorreu em uma sessão da comédia Descompensada, em julho. Duas pessoas morreram e sete ficaram feridas. John Russell Houser sofria de distúrbios psiquiátricos e tinha um histórico de violência, fato que não o impediu de comprar armas e munição legalmente nos Estados Unidos, de acordo com autoridades.

Ao lado do senador Chuck Schumer — seu primo de segundo grau —, a atriz e comediante Amy Schumer, roteirista e protagonista de Descompensada, passou a militar por um controle mais rígido na venda de armas nos Estados Unidos e por mais verbas para questões que envolvem a saúde mental no país.

Outro caso notável ocorreu em 2012, nos Estados Unidos, quando James Eagan Holmes, matou 12 pessoas e feriu outras 70 durante uma sessão de Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge. Após o júri não conseguir decedir se a pena de morte era imputável ou não a Holmes, a justiça decidiu pela prisão perpétua para o assassino no início deste mês de agosto.

Segundo uma pesquisa encomendada pelo Congresso dos Estados Unidos que foi publicada em 2013, o país registrou, entre os anos de 1982 e 2012, 78 incidentes de assassinatos em massa (assassinatos definidos pelo FBI como o homicídio de 4 pessoas ou mais quando "um indivíduo está empenhado em matar ou tentar matar pessoas em uma área restrita e povoada") envolvendo armas de fogo. No período analisado, 547 pessoas foram mortas, o que dá uma média aproximada de 18 mortes por ano em atentados como o do cinema de Lafayette. Um estudo divulgado pelo FBI em 2014 afirmou que esse tipo de incidente tem ocorrido com mais frequência no país nos últimos sete anos.

Fonte: AdoroCinema
COMENTÁRIOS
Copyright © 2015 - CINE IMPERATOR 3D - Todos os direitos reservados.
Endereço: Av: Pres. Vargas, 341 Vila Nova Shopping CEP 68900-070 - Centro Macapá-AP | Tel:(96) 98140-9494
Desenvolvido por: renan.miranda
visitas: 105978